Cabo Frio - Rio de Janeiro - Brasil 22-10-2017

Cabo Frio e sua história

A ocupação das terras do município data do início do século XVI, com a exploração econômica do pau-brasil. Registrouse longo período de lutas entre portugueses e estrangeiros que vinham contrabandear a madeira e, para isso, chegaram até a aliar-se com os índios tamoios, primeiros habitantes da região. Em 1615, foi fundada a cidade de Santa Helena. A partir de 1616, data da instalação do município, a cidade passou a chamar-se Nossa Senhora da Assunção de Cabo Frio, tendo sido ponto importante para o desenvolvimento e conquista da parte norte do território fluminense. O núcleo urbano prosperou lentamente até fins do século XIX, baseando-se a economia na agricultura com mão-de-obra escrava, realizada em grandes latifúndios. A abolição da escravatura ocasionou o colapso econômico de que Cabo Frio só se restabeleceria bem mais tarde, com o desenvolvimento da indústria do sal, da pesca e do turismo, e sobretudo a implantação da rodovia e da estrada de ferro. A ferrovia Niterói - Cabo Frio, as melhorias no porto de Arraial do Cabo e a posterior inauguração da Rodovia Amaral Peixoto contribuíram para o aumento da produção do sal e para o transporte eficiente até o Rio de Janeiro e outros importantes centros consumidores do país. O auge do desenvolvimento setorial ocorreu na década de 60, com a instalação de duas grandes usinas de beneficiamento de sal em Cabo Frio, e com a construção do complexo industrial da Cia. Nacional de Álcalis, no antigo distrito de Arraial do Cabo, que abriu salinas e passou a extrair conchas na lagoa para produção de barrilhas.Atualmente, Cabo Frio é um dos mais importantes centros turísticos do Rio de Janeiro e do país, sendo o turismo a sua principal atividade econômica.

Rua dos Biquínis - O Maior Polo de Moda Praia do país

Rua dos BiquínisFérias sem compras, não são férias completas. Não há como ir a Cabo Frio e não levar pelo menos uma peça de um dos produtos mais famosos da cidade: o biquíni cabo-friense.

A famosa Rua dos Biquínis, com suas mais de 70 lojas, foi toda restaurada e ganhou ares de shopping a céu aberto, o Gamboa Shopping. Com a nova estrutura, as compras ficarão, com certeza, mais agradáveis. A rua foi toda coberta com imensos toldos em formato de lírios. Também ganhou um jardim com bastante verde, passarelas de madeira e uma iluminação especial, para as compras noturnas. Os únicos carros que estão autorizados a passar pela rua são o do Corpo de Bombeiros, em caso de acidentes, e de serviços essenciais. A rua tem a maior rede de moda praia da América Latina, sendo até mesmo citada no Guiness Book. Tudo começou com uma senhora que resolveu confeccionar biquínis para vender aos turistas. Hoje a famosa rua é o ponto de comércio mais importante da cidade. Seus produtos são vendidos em todo o Brasil e exportados para diversos países.

Na Rua dos Biquínis, além dos biquínis, são vendidos maiôs, cangas, bolsas de praia, chapéus e diversos acessórios. O segredo é fazer uma boa pesquisa em todas as lojas antes de sair comprando. E sempre há artigos em promoção. Mas os preços variam de loja para loja.

Para chegar à Rua dos Biquínis, que fica do outro lado do Canal do Itajurú, é preciso atravessar a Ponte Feliciano Sodré e virar à direita. Do centro da cidade é possível ir á pé. O horário de funcionamento é a partir das 9 horas. E na alta temporada, as lojas não fecham antes da meia-noite.


Criado em: 2006-02-10 ; Última atualização em: 2006-03-10

Valid XHTML 1.0 Transitional





Ir para: [Topo da Página ] ou [ imprimirImprimir]

Ingles. Frances. Deutschland Italiano Espanhol

[Feeds] :[ O que é isso ? ]

Patrocinadores